Radar

Shake It conquista congressos médicos e quer mais

Durante dois anos e meio a Shake It, uma empresa tecnológica sedeada no Porto, desenvolveu apps à medida para diferentes perfis de clientes.

Durante dois anos e meio a Shake It, uma empresa tecnológica sedeada no Porto, desenvolveu apps à medida para diferentes perfis de clientes. Mas a circunstância de, num curto espaço de tempo, lhes terem chegado vários pedidos para uma solução com as mesmas características, levou‑os a criar um produto especializado na área dos congressos médicos.

Miguel Carneiro, um dos responsáveis, explica que isso os fez desenvolver uma solução de app mais barata para cada cliente, porque partiam de uma plataforma comum, e onde todas as funcionalidades acabavam por ser incorporadas e ficar depois disponíveis. Um cliente, por exemplo, precisava de agenda, outro da possibilidade de tomar notas directamente na app, e assim sucessivamente.

No início a app era essencialmente um guia digital, com evidentes vantagens sobre o papel. Não só porque era mais fácil e leve de transportar, mas porque era pesquisável e editável, sempre que necessário. Outras funções, como a possibilidade de dar feedback em tempo real sobre cada uma das sessões do congresso, tornaram a app num canal de comunicação, novo, entre os participantes e os organizadores.

Finalmente, desde há um ano, esta aplicação passou definitivamente de guia a ferramenta dos congressos ao integrar novas funcionalidades como o televoto no telemóvel ou tablet e a moderação interactiva. Neste último caso, mais uma sugestão de clientes, os congressistas podem colocar questões via app ao orador ou moderador, e este pode escolher as que lhe interessam, projectá‑las na sala e abrir o debate.

Módulos como o da gestão de registos dos participantes não fazem parte da estratégia da Shake It, explica Miguel Carneiro.

“Já há soluções dessas fiáveis no mercado, e o que preferimos é integrar a nossa solução com a de outros parceiros, como a EventKey, a EventBrite ou a Sociedade Portuguesa de Cardiologia. É uma win‑win situation”, que acaba por gerar mais negócio para os parceiros, e garantir aos clientes que a solução final é a melhor possível.

Apostas para 2017

Depois de conquistar boa parte dos congressos médicos organizados em Portugal, o foco para o próximo ano está nos eventos corporativos, nas pequenas formações, médicas ou outras, e nos eventos de negócios, aqui graças ao módulo de networking que faz ligação à conta de LinkedIn, permite trocar mensagens entre participantes, adicionar contactos, etc.

A app da Shake It ajuda ainda o organizador na construção do programa, ao poder ele próprio ir preenchendo os vários pontos que dele constam, um orador, um tópico, um bloco de temas, e desta forma ir alimentando a comunicação com os públicos‑alvo. E a seguir virá uma outra realidade, a da app multi‑eventos, interessante para quem promove mais do que um evento, as associações, por exemplo, permitindo‑lhes centralizar toda a comunicação ao longo de um ano inteiro.

Tags: Tecnologia

02-02-2017