Notícias

CWT Meetings & Events aponta tendências para 2019

Relatório Meetings & Events Future Trends, publicado pela CWT Meetings & Events, mostra quais as tendências do sector para o próximo ano.

Mais eventos de todos os tamanhos e maior procura por locais diferentes e por eventos mais criativos. Há mais exigências e está previsto um aumento, numa boa parte das regiões, das taxas hoteleiras e dos preços dos voos. Estas são algumas das tendências para 2019, de acordo com o relatório Meetings & Events Future Trends, publicado pela CWT Meetings & Events.

Um artigo da International Meetings Review avança que, segundo o relatório, as demandas no sector vão crescer entre 5 e 10% no próximo ano, que planear com antecedência é fundamental para a poupança na reserva de espaços (o mínimo de 30 dias é o tempo ideal para pequenas reuniões, por exemplo) e ainda que a tecnologia vai continuar a ter um papel importante, ajudando na criação de experiências mais envolventes.

“A realidade aumentada, a realidade virtual, a inteligência artificial, as redes sociais a impulsionar o envolvimento, as ad-hoc apps e microsites são algumas das tecnologias que vão proliferar na indústria”, lê-se no artigo, que adianta que o relatório aponta também como tendências novas plataformas de reserva online e o uso de fornecedores de alcance global no transporte colectivo.

O relatório da CWT Meetings & Events indica ainda que vai haver uma procura crescente de espaços e actividades diferentes, particularmente nos mercados de incentivos norte-americano e europeu. O uso de espaços exteriores pouco comuns vai ser uma tendência. Os fornecedores querem tornar a experiência mais memorável e os hotéis investem na sua oferta para ao sector. Uma outra tendência é o envolvimento dos participantes na criação de conteúdos, na identificação de temas e na escolha de oradores.

Numa perspectiva regional, de referir que na Europa, Médio Oriente e África a indústria permanece positiva, com os mercados a exigirem mais envolvimento e criatividade. Num mundo digital, o “cara a cara” continua a ser importante. Está previsto que as tarifas aéreas na Europa Ocidental sejam as que mais aumentem em todo o mundo (4,8%), ao contrário da Europa de Leste, onde se prevê uma descida de 2,3%. No Médio Oriente e em África há tendência de queda (2%). Relativamente ao preço dos hotéis, prevê-se o maior aumento para a Europa Ocidental (5,6%), enquanto para a Europa de Leste está prevista uma descida de 1,9% nas taxas hoteleiras, tal como no Médio Oriente e em África (1,5%).

A CWT Meetings & Events estima que a região Ásia-Pacífico lidere o caminho para o crescimento global em 2019, lê-se no artigo. A região deve continuar a crescer, com o tamanho médio de reuniões a aumentar 3%, as tarifas aéreas a crescer 3,2%, tal como as taxas hoteleiras (5,1%).

Na América do Norte, o sector está em crescimento. Prevê-se que o tamanho de grupos vá ter um aumento de 14%, que os preços dos hotéis subam 2,8% e que os preços médios dos voos aumentem 1,8% no próximo ano. Já na América Latina, o tamanho de grupos vai diminuir 5%, os preços dos hotéis vão cair 1,3% e os preços dos voos vão diminuir 2%.

 

©IMR

Tags: Eventos, Reuniões, Meetings Industry, Tendências

10-10-2018