Notícias

ATF 2019: Indonésia incentiva eventos MICE no país

O sector MICE é contemplado no plano de gestão de crise da Indonésia, que em 2019 quer atingir os 20 milhões de turistas.

Encorajar a realização de eventos MICE no país faz parte da estratégia de gestão de crise que a Indonésia põe em prática sempre que necessário, como quando, em Dezembro passado, as províncias de Banten e Lampung foram afectadas por um tsunami.

“A indústria MICE é uma das mais importantes”, frisou o representante do Turismo da Indonésia, no decorrer do ASEAN Tourism Forum 2019, há duas semanas, em Ha Long, no Vietname. Por isso, é que o sector entra no plano estratégico, composto por três fases: resposta de emergência (resposta imediata, monitorização e restauro da confiança), reabilitação (identificação do turismo afectado, encorajamento de eventos MICE e várias actividades artísticas e culturais e publicação turística) e recuperação (cálculo do impacto da crise, organização de eventos nacionais e internacionais e promoção turística).

Um tsunami, como qualquer outra tragédia, tem naturalmente impacto na imagem do país. Mas o responsável lembrou que o tsunami aconteceu “numa pequena parte” da Indonésia, pelo que “as pessoas podem continuar a visitar o país”.

O turismo é um dos sectores mais importantes na economia nacional. Em 2017, o número de turistas internacionais cresceu 22%, de 11,5 milhões para 14 milhões, o segundo maior crescimento depois do Vietname (29%). Até Novembro de 2018, 14,3 milhões de turistas estrangeiros tinham visitado a Indonésia, mais 11,63% em relação ao mesmo período do ano anterior.

A Indonésia colocou como meta para 2019 o acolhimento de 20 milhões de turistas. Para isso, pôs em prática programas e estratégias, como o desenvolvimento do turismo digital, turismo millennial e turismo nómada. Além disso, está a promover destinos menos conhecidos: os chamados “10 New Bali” – Lake Toba, Kelayang Cape, Borobudur Temple, Wakatobi, Morotai, Lesung Cape, Seribu Archipelagos, Bromo-Tengger-Semeru Mountain, Mandalika e Labuan Bajo.

 

Maria João Leite*

*Viajou para o Vietname a convite do ATF

Tags: Turismo, Eventos, Conferências, Ásia, Indonésia, ATF

30-01-2019