Casos de Estudo

Hologramas: the next big thing no sector dos eventos

Os hologramas foram utilizados num evento da Liga Portuguesa de Futebol Profissional, naquela que é uma tecnologia a dar ainda os primeiros passos em Portugal.

A Liga Portuguesa de Futebol Profissional realizou em Coimbra o Kick-Off 2018/2019, com a realização do sorteio dos campeonatos profissionais de futebol, e a gala do 40º aniversário da instituição. O evento incorporou a presença dos jogadores, mas em hologramas, naquela que foi “a estreia dos hologramas nos eventos em Portugal, pelo menos que nós tenhamos conhecimento”, refere Francisco Serzedello, da Desafio Global. O ecrã usado está patenteado e o sistema foi estreia no país, garante o responsável. Os conteúdos - cenografia, sonorização, iluminação e projecção vídeo - foram todos feitos propositadamente para o evento e “para fazer face aos desafios criados pela utilização desta tecnologia”, apresentada no Convento de São Francisco, no passado mês de Julho. Este era um objectivo da Desafio Global há muito tempo e quando a Liga aceitou o desafio “foi muito fácil motivar todos os envolvidos. Quem gosta do que faz gosta de fazer mais e melhor e este é um daqueles projectos que todos queremos participar. É lógico que não foi fácil e só com um grande envolvimento de todas as partes conseguimos ter sucesso, mas isso sabe ainda melhor”, refere Serzedello.

Para o Kickoff da Liga Portuguesa de Futebol Profissional, a Desafio Global utilizou então “uma solução de projecção vídeo numa tela especial, quase invisível a olho nu e com alto ganho nas ondas de luz. A tela recebe a oscilação das ondas de luz do projector e faz aparecer a imagem nesse local”, explica o gestor do evento. Esta foi a solução encontrada para suprir a falta de alguns dos jogadores premiados que não puderam estar presentes e, ao mesmo tempo, surpreender convidados e passar uma imagem de inovação. “Neste evento optamos pela coexistência de jogadores reais e virtuais o que eu penso que foi uma excelente aposta”. “Recordo que o evento aconteceu durante o Mundial da Rússia e o risco de impossibilidade de presença os internacionais por estarem ao serviço das suas selecções era grande. Neste casos recorremos ao Holograma por acreditarmos ser a melhor solução para o objectivo traçado”, refere Francisco Serzedello.

No futuro esta tecnologia será cada vez mais utilizada, uma vez que “os sistemas holográficos estão a ter um desenvolvimento rápido e as suas aplicação são cada vez mais variadas. A holografia ainda esta a dar os primeiros passos nos eventos e eu acredito que ainda tem muito para crescer”, diz o responsável.

Tags: Hologramas, Tecnologia, Liga de Futebol

16-10-2018