Destinos

Istambul: queda e redenção?

Depois de perder turistas e eventos, a cidade turca apresenta sinais de recuperação.

Istambul sofreu uma queda de quase 100 lugares no último ranking da ICCA – International Congress and Convention Association, que apresentou as cidades e os países mais procurados no ano passado para a realização de congressos e eventos. A cidade turca parece estar agora a ‘renascer das cinzas’: a movimentação de passageiros no Aeroporto de Istanbul Ataturk está a aumentar, tal como o número de turistas.

Há poucos anos, Istambul parecia sólida nos lugares cimeiros dos rankings da ICCA, ocupando na lista por cidades o 9º lugar mundial, 8º europeu, com 130 eventos, e a 8ª posição mundial (7ª na lista europeia), com 148 eventos, em 2014 e 2015, respectivamente. Mas no ano seguinte, Istambul sofria uma ligeira queda: passando a ocupar o 39º lugar da lista mundial, a par com a Cidade do Cabo, com 62 eventos – menos de metade dos que foram realizados no ano anterior.

O ano passado foi um ano fraco em termos de grandes eventos na cidade turca, que caiu 94 lugares na lista da associação. Em 2017, Istambul recebeu 20 eventos (tendo em conta os parâmetros considerados para o ranking da ICCA), levando-a à 133ª posição da tabela mundial (74ª europeia).

No geral, a Turquia sofreu uma queda no número de turistas, mas o cenário está a mudar. De acordo com dados do Instituto de Estatística turco, citado pelo Middle East Monitor, a Turquia acolheu 36,8 milhões de estrangeiros em 2014 e 36,3 milhões em 2015, tendo descido para os 25,3 milhões em 2016. No ano passado, o número de visitantes voltou a aumentar para os 32,4 milhões. Este ano, o país espera chegar aos 40 milhões de turistas e só nos primeiros dois meses acolheu três milhões de visitantes, segundo o Ministério da Cultura e do Turismo.

Essa movimentação reflectiu-se no número de passageiros no Istanbul Ataturk, hub da Turkish Airlines, que foi o aeroporto que mais cresceu na Europa no início do ano. De acordo com dados do Airports Council International, citados pela Presstur, a cidade turca recebeu 5,26 milhões de passageiros em Janeiro, registando uma subida de 30,3%. Além disso, o aumento médio de passageiros nos aeroportos da Turquia foi 28,1%.

Este ‘renascimento’ parece estar a afectar o turismo em Portugal, que continua a crescer, mas a um ritmo mais lento. Esta desaceleração deve-se principalmente à concorrência de países como a Turquia, a Tunísia ou o Egipto, que baixaram os preços para reconquistar os visitantes, conforme contou ao Expresso o presidente da Região de Turismo do Algarve, Desidério Silva.

 

©Pedro Szekely

Tags: Destinos, Meetings Industry, Eventos, Turismo

19-07-2018