Empresas

Se antes já tinham as páginas de inscrição, o e‑mail marketing e a votação eletrónica, com a pandemia e a crescente importância das reuniões digitais, a Asserbiz adicionou a estes serviços a gestão do evento em si, desde a escolha da plataforma de acordo com o tipo de evento, as configurações, os testes e o suporte no dia, bem com a disponibilização das métricas após o evento.

Depois de um ano completamente atípico, um tempo sem precedentes, foi necessário adaptar as tecnologias e os serviços à conjuntura atual.

A Multishow, com equipamentos próprios e em estreita parceria com a wwwow, que se apresenta como “uma das mais disruptivas tecnológicas na área de eventos digitais”, disponibiliza as mais recentes inovações de engenharia audiovisual para eventos digitais, híbridos e ainda multi‑hub.

Do portefólio da Imppacto ‑ Catering & Eventos inclui-se o LVT – Lisboa Vista do Tejo, um navio de design elegante, orientado para grupos em exclusivo, e onde pode realizar eventos corporativos, casamentos e festas privadas.

Perante esta pandemia, a decisão foi criar a marca “Studio Europalco”.

A MUD.E tem vindo a adaptar a oferta e transportou toda a experiência para esta nova era da digitalização dos eventos.

A Desafio Global (DG) lançou, no decorrer do ano passado, a plataforma Go Live Digital Events.

A Forum d’Ideias tem uma plataforma própria que permite recriar, num evento 100% virtual ou híbrido, as diferentes funções de um evento presencial.

A Boost tem soluções integradas para eventos digitais, com tudo o que uma empresa necessita para realizar uma reunião de quadros que estejam em trabalho remoto.

A agência de eventos levou a cabo uma reestruturação global e lançou novos produtos para responder às novas necessidades.