Opinião

Quando nos Jogos Olímpicos do Rio, em 2014, a organização usou por duas vezes uma bandeira da China com erros no seu desenho, isso obrigou a um pedido desculpas formal.

Quando se passa mais da metade da nossa vida a trabalhar no sector de turismo, 36 no meu caso concreto, e desses mais de 15 na área de congressos, reuniões e eventos, quase sem darmos conta, desenvolvemos alguns mecanismos que permitem uma percepção e um faro para este negócio que antes não poderíamos adivinhar que viríamos a ter.

Opinião de José Saleiro, vice-presidente da APECATE

A realização de grandes eventos internacionais é de enorme importância para o destino Portugal, tanto que se tornou um pilar da nossa estratégia turística.

Há males que vêm por bem. A mudança de local do festival Meo Marés Vivas é exemplo disso.

Apresento cinco tendências para eventos em 2018, ou melhor, o impacto das tendências macro e de marketing em eventos corporativos.

Não só de clientes internacionais, mas também de profissionais nacionais é frequente ouvir as afirmações de que o Algarve é um destino de lazer e, como tal, não está preparado, nem é competitivo na Meetings Industry.

O tema está na ordem do dia e com plena justificação.

A opinião da consultora Sandra Dias.