Opinião

Os organizadores de eventos sofrem imensas vezes com a falta de feedback por parte dos seus clientes ou potenciais clientes.

Podemos nos dias de hoje comparar os eventos a puzzles.

À semelhança de qualquer empresa, as agências de organização de eventos, procuram cada vez mais, dinamizar os seus negócios tornando-se essencial comunicar de forma eficiente com o menor investimento possível.

Um dos factores determinantes para venceres no mundo dos eventos é perceberes qual é o teu verdadeiro talento, vocação ou habilidade.

Todos temos músicas que não nos saem da cabeça, e uma daquelas que ficaram comigo desde os meus tempos de juventude (pois é, já o fomos todos!) tem uma parte onde se ouve: Quem quer ouvir pintar em inglês do Mali? Ou imitar o período francês de Dali? Quem quer fazer cinema do Leste aqui?

A fase pós‑evento corresponde ao início e não ao final de uma etapa relacionada com a gestão de um evento.

A evolução do Turismo em geral e da Animação Turística, dos Congressos e Eventos em particular é hoje um facto inegável.

Tendo-se confirmado a viagem do Santo Padre, inicia-se um complexo processo organizativo do ponto de vista logístico e, sobretudo, de segurança.

Duas palavras marcariam toda a organização: Bom senso.

Desde o briefing até à materialização, desde a criatividade ao ROI, um evento é um veículo de ideias, mensagens e coordenação de objectivos.