Reportagens

Mais enoturismo na Quinta do Gradil

Ao ter à frente a Serra de Montejunto e nas costas o Oceano Atlântico, a Quinta do Gradil, considerada uma das mais antigas, senão a mais antiga, herdade do concelho do Cadaval, entra definitivamente no movimento do enoturismo ao remodelar as suas instalações para oferecer experiências gastronómicas e de eventos.

Um requintado OpenDay marcou a apresentação dos espaços para jornalistas e convidados nesta quarta-feira, dia 8 de maio, que puderam conhecer os salões decorados, as diferentes áreas disponíveis, aprender com uma prova de vinhos e também degustar o menu harmonizado com rótulos da casa.

Além da oferta de experiências de vindima para viver a apanha da uva e de um restaurante que funciona ao longo da semana (menos às terças-feiras), com provas e visitas à adega, a Quinta do Gradil coloca também ao serviço do mercado as suas instalações históricas como uma capela castiça em homenagem a Santa Rita, um páteo aberto e o Salão dos Marqueses.

De eventos corporativos a sociais, a infraestrutura local oferece o melhor da paisagem natural das plantações de uva, do horizonte e da arquitetura pombalina datada de 1854.

event point revista eventos turismo de negócios mice portugal

Comer e beber bem

Liderado pelo chef residente Daniel Sequeira, que montou uma ementa com produtos típicos da região Oeste, onde está localizada a Quinta do Gradil, o restaurante é um espaço intimista para 30 pessoas em dias normais e para 60 em grupos, com reserva antecipada. De sua história como celeiro da quinta para armazenamento de cereais não sobrou quase nada, a não ser o pé direito alto e as paredes que expõem obras de artistas portugueses como José de Guimarães e Mário Vitória. As grandes e largas janelas de vidro oferecem a melhor vista do páteo e das montanhas.

Aos convidados do OpenDay foi oferecido um banquete dos reis, com entradas de pão rústico, azeite e manteiga de vinho e seguiu com um caldo de perdiz, cogumelos e castanhas. Divino. O bacalhau no pão italiano e a tenra vitela completaram o menu que também teve pão de ló com pera ao vinho branco. Os vinhos branco e tinto, o espumante para o brinde e uma colheita tardia no final do banquete sugerem que comer e beber bem no local não é difícil. Basta ter tempo para saborear cada detalhe.

event point revista eventos turismo de negócios mice portugal

Tradição e modernidade

A propriedade de 200 hectares de área agrícola ocupada com produções vinícolas e frutícolas e um marco arquitetónico significativo, com referências que remontam ao final do século XV, a Quinta do Gradil é hoje um amálgama de referências históricas e da modernidade na produção de vinhos, a perfazer uma excelente infraestrutura para eventos.

São parceiros da Quinta, empresas de decoração como a Liz Garden, a Imppacto, prestadores de serviços de filmagem e sonorização, bem como colaboradores especializados em informar sobre os vinhos, a sua produção e referências históricas.

A carta de vinhos inclui o Quinta do Gradil Cabernet Sauvignon & Tinta Roriz que pelo segundo ano consecutivo ganhou a medalha de ouro do concurso francês "Concours International des Cabernets 2018", sendo o único vinho português a obter este galardão.

O conjunto arquitetônico disponível para eventos inclui a Quinta do Gradil para 500 pessoas, o Salão dos Marqueses, com 300 m2, para 280 pessoas; a Capela de Santa Rita que acomoda 30 pessoas e o Páteo Maria do Carmo externo, para 400 pessoas.

Rose de Almeida

Tags: Quinta do Gradil, Eventos