Dicas

Seis dicas da Hays para melhor liderar à distância

O trabalho remoto é para muitos uma novidade. A empresa de recrutamento Hays deixa algumas dicas para os líderes de equipas.

Trabalhar a partir de casa é uma novidade para muitas empresas, para os seus líderes e trabalhadores. Para uma melhor gestão das equipas à distância, a Hays – empresa de recrutamento de profissionais qualificados, que opera em 33 países e em 20 áreas de especialização – deixa as seguintes seis dicas:

 

1. Dar prioridade às ‘soft skills’. Como alguns trabalhadores necessitam de ter acesso constante à chefia para se sentirem seguros e confiantes, a Hays sugere que esta questão seja equacionada na altura do recrutamento, para que, quando for necessário trabalhar à distância, os trabalhadores consigam ser minimamente independentes. Profissionais auto-motivados, responsáveis, independentes e bons comunicadores podem facilitar o processo. A Hays acrescenta ser importante que a chefia confie nos colaboradores que trabalham remotamente, sabendo que vão fazer uma boa gestão do tempo e que vão continuar a ser produtivos.

2. Utilizar ferramentas que facilitem a comunicação. É importante ter as ferramentas certas para uma comunicação fácil e fluída, para que as informações sejam obtidas com rapidez. Segundo a Hays, ferramentas como Skype, Yammer, Sqwiggle, Microsoft Teams e Google Hangouts ajudam nas reuniões online, chats e vídeo-chamadas. A empresa tem de garantir que todos os trabalhadores têm acesso a estas ferramentas e que as sabem utilizar, o que pode ser garantido através de uma formação.

3. Estabelecer uma visão coletiva. Uma das responsabilidades como líder é fazer com que as equipas compreendam plenamente quais são os objetivos de negócio. A Hays sugere o encorajamento da comunicação tanto quanto possível, entre equipas, entre líderes e os elementos da equipa ou mesmo entre outros departamentos da empresa. Essa comunicação vai ajudar a reforçar o entendimento mais amplo dos trabalhadores sobre como o negócio funciona.

4. Não falar apenas do negócio. Na comunicação com colaboradores remotos, a Hays sugere que se fale de algo mais do que apenas o trabalho e que se tente conversar sobre eventos locais ou sobre os interesses pessoais. Pode ser, por vezes, difícil estabelecer relações sólidas com trabalhadores com quem não se lida diariamente ou semanalmente, mas o conhecimento das equipas a nível pessoal é importante para o desenvolvimento de uma relação que vai contribuir para níveis elevados de satisfação profissional e produtividade.

5. Delegar o máximo possível. Delegar tarefas é uma ferramenta especialmente importante para os líderes cujos colaboradores estão em diferentes escritórios ou que trabalham remotamente. Para a Hays, é importante compreender as funções de cada trabalhador antes de delegar funções.

6. Ser sensível às diferenças do horário dos trabalhadores remotos. Avança aHays que é importante ser sensível a qualquer diferença horária entre o escritório do líder e a localização da equipa remota. Trata-se de um pequeno pormenor, mas é algo que requer atenção no momento em que implementar prazos ou agendar chamadas. Por isso, marque as chamadas e reuniões virtuais para uma hora que seja conveniente para as duas partes.

Tags: Dicas, Liderança, Trabalho à Distância

24-03-2020