Radar

Grémio Literário: Eventos com charme

Foi D. Maria II que, a 18 de Abril de 1846, criou por carta régia o Grémio Literário.

Foi D. Maria II que, a 18 de Abril de 1846, criou por carta régia o Grémio Literário. Entre os fundadores encontram‑se figuras como Alexandre Herculano (sócio nº1), Almeida Garrett, Fontes Pereira de Melo e Anselmo Braancamp.

Em 1875, o Grémio instalou‑se no palacete do visconde de Loures, na zona do Chiado, e aí permanece até aos dias de hoje, procurando manter a intensa actividade intelectual que o caracterizou ao longo da sua existência.

revista event point turismo negócios portugal mice

Os assuntos mais mundanos também passaram por este espaço, não fosse ele um ponto de encontro da sociedade lisboeta a partir do século XIX. Sabia, por exemplo, que Eça de Queiroz localizou várias cenas de Os Maias neste espaço? E que no prédio ao lado viveria Maria Eduarda, a personagem feminina da obra?

Neste espaço, provavelmente único na cidade, decorrem vários eventos, praticamente o ano inteiro, organizados pelo Grémio e pelos seus sócios, desde jantares, reuniões, apresentações de livros, conferências, exposições, entre outros. Não recebe, no entanto, eventos de índole política ou religiosa, a não ser que sejam assuntos tratados do ponto de vista literário ou científico. Todos os eventos têm, no entanto e sem excepção, de ser intermediados, avalizados, pelos sócios (cerca de mil, individuais e colectivos). Há um secretariado, muito experiente, que presta apoio aos eventos, para que tudo corra na perfeição.

revista event point turismo negócios portugal mice

Algumas das salas

A Sala Luís XV é uma das mais interessantes do edifício. Em estilo Neobarroco, é sobretudo utilizada para reuniões sociais e banquetes. A Varanda é outro dos ex‑libris do Grémio Literário, já que alberga o restaurante. Debruçada sobre o jardim, dispõe de uma panorâmica sobre o Tejo. A decoração é em estilo Arte Nova. Na Biblioteca estão reunidos mais de 13 mil livros. Era aqui que Eça de Queiroz costumava consultar os jornais e revistas franceses. Aqui decorrem várias conferências e apresentações de livros. O Jardim do Grémio Literário era considerado por Eça de Queiroz “a minha Quinta com porta para o Chiado”. A versão actual desta zona é da autoria de Gonçalo Ribeiro Telles, sócio do Grémio.

revista event point turismo negócios portugal mice

revista event point turismo negócios portugal mice

Tags: Venues

24-04-2017