Radar

Lapa, ou como encontrar objectos perdidos

A startup portuense Lapa esteve presente no NOS Primavera Sound.

Trata-se de um localizador Bluetooth, que se propõe a encontrar objectos perdidos. Chama-se Lapa, foi criada em meados de 2013 e já está presente em 80 países. A startup portuense marcou presença no NOS Primavera Sound, em parceria com a Câmara Municipal do Porto, que distribuiu como brinde Lapas personalizadas com a marca Porto..

Juntar o equipamento Lapa ao objecto que não se quer perder, como as chaves de casa ou do carro, por exemplo, e ter uma aplicação no telemóvel, pode poupar algum tempo na procura desse mesmo objecto. Além do toque que se dá aos objectos, há a certeza de que ninguém está sozinho nesta meta. “Esta é uma tecnologia que cresce quanto maior o número de utilizadores do nosso produto, porque eles podem ajudar-se a encontrar os objectos perdidos”, começou por dizer à Event Point, João Lobato Oliveira, CEO da Lapa.

De acordo com o responsável, essa associação às pessoas “potencia a tecnologia e permite fazer coisas incríveis como encontrar um objecto em qualquer sítio que esteja”. Ou seja, mesmo sendo um objecto e um equipamento pessoal, todas as pessoas que têm a aplicação Lapa a correr no telemóvel ajudam, “de forma anónima e automáticas”, todos os outros utilizadores. “Ao passarem perto de uma Lapa, seja ela de quem for, actualizam a posição GPS através do telemóvel. Portanto, conseguimos fazer um GPS humano”, potenciando a tecnologia de base com as pessoas.

 

eventpoint revista magazine mice marcas tecnologia turismo negócios

 

João Lobato Oliveira considerou “muito importante” a presença da startup no NOS Primavera Sound, por ser um festival internacional. “Nós sempre nos marcamos como uma marca internacional e já estamos presentes em mais de 80 países, com mais de 100 mil Lapas vendidas”, referiu, satisfeito com o reconhecimento por parte da Câmara Municipal do Porto, com quem se associaram para o evento.

A Lapa nasceu já com uma “visão para o mundo”. Depois de um investimento inicial de dois mil euros por parte dos co-fundadores (João Lobato de Oliveira e Luís Certo), foram feitas duas campanhas de crowdfunding, que permitiram o lançamento das duas primeiras versões, em 2014 e 2015. Actualmente, a Lapa conta com milhares de utilizadores em todo o mundo.

 

Maria João Leite

Tags: Marcas, Tecnologia

14-06-2017