Radar

Vanguarda hoteleira na rua da Restauração

A rua da Restauração, no Porto, não está no centro da “movida” nocturna (e diurna) que tem invadido a cidade. Mas isso não impediu o grupo Torel Boutiques de investir num hotel de luxo nesta zona, colado à Casa do Vinho Verde. A opção não foi ao acaso, contou à Event Point o espanhol Francisco Lorite, director do Torel Avantgarde, um dos mais recentes empreendimentos a abrir as portas no Porto. “Estamos fora da confusão, mas a poucos minutos a pé de onde tudo acontece”, explicou.

O edifício do Avantgarde começa a dar nas vistas, apesar do sossego, com um hall sofisticado, que dá acesso a um colorido lounge, com flores por todo o lado. Mesmo assim mantém uma aura de mistério, porque quem passa na rua não imagina o que se passa no interior do edifício, que data do Estado Novo, anos 40, “período alto do Avant‑Garde [movimento de Vanguarda]”, referiu o director do hotel. “Demos continuidade a este espírito. Para nós a arte não é um complemento, mas sim um foco e a origem de tudo”, contou o mesmo responsável.

eventpoint revista eventos turismo de negócios portugal mice

O hotel, de cinco estrelas, abriu em Setembro com 47 quartos, cada qual com o seu artista, da pintura, literatura e outras. O escolhidos são todos vanguardistas e o empreendimento dá destaque às obras pelas quais ficaram conhecidos. Há um quarto Coco Chanel, um Francis Bacon e outro Frida Kahlo, por exemplo, todos decorados de acordo com o estilo do artista homenageado. Na altura em que começou a funcionar, a unidade, a terceira do grupo em Portugal, tinha ocupação máxima, sendo que, com a entrada em época baixa já se verificou uma descida.

O director da unidade tem uma aposta clara na área da Meetings Industry tirando partido de uma parceria com a Casa do Vinho Verde, através de um calendário partilhado com a instituição, que conta com várias salas para eventos. “Já tivemos aqui grupos que vinham jantar e almoçar ao hotel. Temos um catering oferecido e servido por nós”, explicou Francisco Lorite. “Estamos a começar a contactar com os DMC e as agências. O peso dos eventos é de 15 a 20% ainda”, salientou.

eventpoint revista eventos turismo de negócios portugal mice

O Torel Avantgarde enquadra‑se na categoria dos hotéis de 5 estrelas boutique, que têm até 50 quartos. O público‑alvo da unidade está, sobretudo, numa faixa etária a partir dos 45 anos, sendo os mercados prioritários os EUA, a Suíça, França e Reino Unido. “O Porto é uma cidade que está em ebulição. Este é o momento de começar. Há investimentos e mudanças e estão a acontecer imensas coisas. E nos próximos cinco anos ainda vai ser melhor”, adiantou Francisco Lorite. Em 2018 a estimativa é de crescimento, com a média de ocupação actual a rondar os 70%. Os preços dos quartos estão entre os 230 e os 480 euros, aproximadamente, e o hotel conta também com um restaurante, chamado Digby, que quer promover mesmo para quem não fica hospedado na unidade.

Para dar a conhecer o hotel, “temos feito alguma promoção, ainda que pouca, com uma agência que gere toda a nossa comunicação. E em meios internacionais, já falámos com revistas e jornais. Ainda não fazemos participação em feiras, estamos num período embrionário”, referiu Francisco Lorite.

Alexandra Noronha

Tags: Hotéis, Torel Avantgarde, Porto

01-06-2018