Radar

Dois espaços vinícolas portugueses entre os melhores do mundo

A Quinta do Crasto e a Quinta do Bomfim estão no Top 50 World’s Best Vineyards, prémio patrocinado pelo International Wine Challenge, que reconhece os 50 melhores espaços vinícolas do mundo abertos a visitas. A lista é liderada pela Zuccardi Valle de Uco, na Argentina.

A ocupar a quarta posição neste top está a Quinta do Crasto, localizada entre a Régua e o Pinhão. “Um dos principais destinos de enoturismo pontuados no Trip Advisor, nos últimos anos, a Quinta do Crasto oferece uma série de atividades adaptadas às suas necessidades. Os programas incluem visitas guiadas às adegas, com provas de vinhos do Porto e vinhos de mesa, almoços e jantares requintados numa sala deslumbrante e passeios de barco pelo rio Douro, numa parceria com a empresa Pipadouro”, lê-se na página do World’s Best Vineyards, que destaca ainda a localização magnífica e a premiada piscina, desenhada pelo arquiteto Eduardo Souto de Moura.

A Quinta do Bomfim, situada junto à aldeia do Pinhão, ficou na 37ª posição. O World’s Best Vineyards sublinha o legado da família Symington, que está no Douro há cinco gerações. “A visita oficial é imperdível (note-se que é necessária reserva). Tem início num museu que conta a história da propriedade, da família Symington e dos seus vinhos. Depois, escolha entre os três passeios que permitem ter vistas únicas sobre as vinhas envolventes, algumas com socalcos construídos à mão nos séculos XVIII e XIX. A visita inclui o magnífico e antigo ‘lodge’”, que guarda tonéis centenários de vinho do Porto, que depois seguem para Vila Nova de Gaia, onde vão envelhecer, lê-se na página do World’s Best Vineyards.

 

©Symington – Quinta do Bomfim

Tags: Turismo, Enoturismo, Destinos

15-07-2019