Radar

PortoBay Flores: O charme do século XIX com vista para o século XXI

A Rua das Flores, no Porto, tem, oficialmente, desde o passado dia 6 de setembro, um novo ponto de encontro que é, também, reflexo da forma como, numa das ruas mais charmosas da cidade, uma História de séculos se conjuga perfeitamente com uma nova vivência urbana e cosmopolita.

O PortoBay Flores, o novo hotel de 5 estrelas do grupo PortoBay e, segundo revelou António Trindade, Presidente e CEO do grupo PortoBay, a concretização de “uma vontade de diversificação de produto hoteleiro, indo a procura de edifícios com características fortemente diferenciadas e com a melhor localização possível”.

A localização é, sem dúvida, privilegiada. Esta rua pedonal, situada entre a mítica Estação de São Bento e a Ribeira, foi em tempos ocupada pelas hortas do Bispo do Porto (daí o seu nome) mas transformou‑se, nos últimos anos, num ponto de passagem e paragem obrigatórias para quem está de visita à cidade. Antigas casas burguesas ou brasonadas convivem harmoniosamente com lojas tradicionais e modernas e com cafés e restaurantes onde é possível desfrutar de toda a alegria vibrante que tomou conta desta parte da cidade.

O PortoBay Flores nasce justamente de uma dessas casas históricas, cujas origens remontam ao século XVI. Conhecida como Casa dos Maias (uma referência à última família que a habitou) ou Palácio dos Ferrazes – a família Ferraz viveu nesta casa ate a ter vendido aos Maias, no século XIX ‑ este edifício apalaçado mantém, nesta sua nova vida, muito do espírito que a caracterizou enquanto casa familiar

Nasoni lado a lado com o século XXI

O projeto do arquiteto Samuel Torres de Carvalho recuperou os principais elementos do edifício, incluindo uma fachada com largas janelas encimadas por frontões triangulares, varandas de ferro forjado e os brasões com os escudos de armas da família Ferraz. A entrada no hotel faz‑se pela zona em que funcionaram, há séculos, as cavalariças do palacete. No interior, esses tempos são ainda evocados numa imponente escadaria, que deslumbra quem entra e que mantém as lajes de granito originais, em azulejos e até num antigo forno de cozinha que se encontra a meio do corredor que une o edifício do palacete e a ala nova do hotel.

Nos antigos salões do palacete funciona agora o restaurante e uma sala de reuniões com luz natural, que pode receber ate 36 pessoas. Nas traseiras é possível descobrir mais dois elementos surpreendentes: um amplo pátio pavimentado em lajes de granito e uma pequena capela barroca, cuja autoria tem sido atribuída a Nicolau Nasoni. O grande desafio do arquiteto responsável pelo projeto do PortoBay Flores foi fazer com que este edifício histórico pudesse conviver, de forma natural, com outro que viria a surgir a partir da demolição de uma estrutura mais recente, existente na Rua da Vitoria, nas traseiras da Rua das Flores. Surgiu então, de forma necessariamente harmoniosa, um novo edifício com nove pisos, ligado ao anterior através de um pátio ajardinado.

Varanda com vista para o bilhete‑postal

O PortoBay Flores tem 66 quartos ‑ 55 no edifício novo e 11 no antigo palacete – marcados pelo conforto e com um “extra” para quem estiver nos pisos superiores: as janelas e varandas oferecem

uma paisagem típica dos bilhetes‑postais do Porto, com vista para o casario da zona histórica, Sé do Porto e Rio Douro.

O projeto de interiores é da autoria da arquiteta Catarina Cabral, que procurou evidenciar o contraste entre o clássico do edifício e o design moderno das pecas escolhidas.

O restaurante Bristro Flores, sob orientação do Chef Nuno Miguel, está aberto ao público e pretende fundir a autenticidade do bistrô com toques de alta gastronomia, privilegiando sabores portugueses.

O Bar dos Maias, na entrada do hotel, tem esplanada e acesso direto pela Rua das Flores, o que lhe permite, em poucos minutos, passar do ambiente tranquilo e requintado do hotel para a vibração de uma das ruas mais movimentadas da cidade.

No PortoBay Flores é também possível relaxar num spa com três salas de tratamento, sauna, banho turco e ginásio. A área de relaxamento do Mandalay Spa tem ligação à piscina interior aquecida com luz natural. As terapias são oriundas do Sudeste Asiático e baseadas na medicina Indiana e Tailandesa.

O PortoBay Flores reforça assim a presença deste grupo hoteleiro na cidade do Porto, onde já possuía o Hotel Teatro. “O hotel PortoBay Flores surge no seguimento do interesse do grupo em ter representação nas principais cidades do país, com uma oferta alargada no segmento de 5 e 4 estrelas. Este nosso novo hotel preenche os nossos objetivos em termos de realidade urbana em Portugal, reproduzindo o nosso exemplo em Lisboa, com o PortoBay Liberdade e PortoBay Marques”, explicou António Trindade. Este novo hotel permite igualmente apelar ao segmento MICE, disponibilizando uma oferta superior: “Com a abertura do Pavilhão Rosa Mota e as oportunidades que estão a surgir em termos do MICE, não deixaremos de pontuar a nossa presença nesse segmento”, sublinhou Bernardo Trindade, administrador do grupo.

Tags: PortoBay Flores, Hotéis, Porto

26-11-2019