Formação

ESHTE lança mestrado em Food Design

As candidaturas para este novo mestrado da ESHTE decorrem até 31 de outubro.

A Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril (ESHTE) lançou a primeira edição do mestrado em Food Design, a decorrer a partir de janeiro de 2021. O curso, cujas candidaturas terminam a 31 de outubro, conta com diversas temáticas ligadas à alimentação, abordando conceitos em áreas como o turismo gastronómico, a ciência e tecnologia alimentar, o marketing e comunicação, a nutrição, entre outras.

Segundo a ESHTE, “o programa do mestrado evidencia uma perspetiva holística na criação de produtos, serviços e experiências alimentares com especial aplicação nas carências do atual sistema alimentar e os alunos terão o contributo de diversas disciplinas com abordagens e backgrounds diferentes com base em processos, ferramentas e metodologias especializados em design e na inovação alimentar”.

O mestrado conta com a participação de vários especialistas, nacionais e internacionais, do setor alimentar e do design: Heloise Vilaseca (diretora de Inovação e Investigação do El Celler de Can Roca), Charles Spence (especialista em Gastrofísica, Universidade de Oxford), Fabio Parasecoli (especialista em Estudos Alimentares, Universidade de Nova Iorque), Sonia Massari (GustoLab Itália, consultora de grandes marcas alimentares), Marije Vogelzang (Eating Designer), Martin Hablesreiter e Sonja Stummerer (Honey&Bunny, autores dos livros ‘Food Design XL’ e ‘Food Design S’), Vítor Espírito Santo (cientista e diretor na empresa Eat Just, Sillicon Valley), Alexandra Prado Coelho (jornalista do jornal Público), Rodolfo Tristão (Sommelier), entre outros.

Com a combinação entre alimento e design, a ideia é criar food designers capazes “de gerir processos, métodos e espaços de trabalho complexos que exigem soluções inovadores, onde os produtos são processados, distribuídos e consumidos; acompanhar a produção de alimentos do ponto de vista estético, comunicacional e de representação; criar e desenvolver metodologias criativas e inovadoras no âmbito de equipamentos e ferramentas utilizados para preparar e consumir alimentos; gerir a comunicação e promoção de produtos, serviços e experiências alimentares inter/multidisciplinares”.

O programa curricular conta com vários parceiros, onde os alunos vão poder posteriormente desenvolver a sua atividade de investigação e diferentes workshops, entre os quais Studio Neves, FoodLab Cascais, Imppacto – Catering & Eventos, Vista Alegre e Flúor Studio.

As candidaturas decorrem até 31 de outubro. Mais informações em www.eshtefooddesign.com.

Tags: Formação, Food Design, Alimentação, ESHTE

12-10-2020