Notícias

Thai Airways tem mercado da Península Ibérica no horizonte 

A companhia aérea, que deixou há uns anos de voar para Madrid, não exclui voltar a apostar neste mercado. 

A companhia aérea nacional da Tailândia, Thai Airways, não coloca de lado a hipótese de voltar a operar na Península Ibérica, alguns anos depois de ter deixado de voar para Madrid. 

Em declarações à Event Point, à margem da IT&CMA de 2017, em Banguecoque, Bryan Ernest Banston, vice-presidente da empresa na área das vendas, disse que gosta "de pensar que num futuro próximo voltamos [à Península Ibérica]", ainda que a companhia aérea esteja neste momento com as baterias apontadas à Europa de Leste. "Vemos números significativos de portugueses e espanhóis a voar para a Tailândia, que viajam connosco de Frankfurt, porque oferecemos facilidades nesse sentido", explicou o responsável, recordando que a Thai é membro da Star Alliance, onde também está a TAP.  "Portugal é um bom mercado e é sempre importante ter lá um parceiro de aliança. Por isso contamos com a TAP, mas também com a Lufthansa que pode colocar tráfego no país" referiu Banston. 

A Thai voltou recentemente a voar para Moscovo, de onde tinha saído aquando do abandono de Madrid, visto que a procura dos russos para a Tailândia "subiu em flecha", referiu. Durante a conferência de imprensa que a empresa realizou esta quarta-feira, 27 de Setembro, o mesmo responsável salientou que a Thai disponibiliza um pacote para MICE na sua oferta. 

A companhia aérea tailandesa irá começar também a ligar Viena e Banguecoque a partir de Novembro deste ano, numa aposta clara no mercado de Leste. 

A Thai voa actualmente para 80 destinos em 32 países e é a transportadora oficial da IT&CMA - Incentive Travel & Conventions, Meetings, que decorre na capital tailandesa entre 25 e 28 de Setembro. 

 

Tags: IT&CMA, Thai Airways, Companhias Aéreas

27-09-2017