Notícias

Talkfest’18 analisa o universo dos festivais de música

O International Music Festivals Forum decorre em Lisboa a 15 e 16 de Março.

Já é conhecido o programa do Talkfest'18 – International Music Festivals Forum, que decorre em Lisboa a 15 e 16 de Março. Em análise, nas diferentes conferências, apresentações, seminários e documentários, vai estar o universo dos festivais de música, com temáticas que abordam, por exemplo, a gestão do público, a bilhética, a mobilidade e novas estratégias.

O primeiro dia do evento, no Fórum Lisboa, é dedicado à 3ª edição dos Iberian Festival Awards, que contemplam 23 categorias e seis actuações ao vivo. A cerimónia está marcada para as 21h30, à qual se segue uma afterparty, com open bar e dj set.

O segundo dia, para além dos momentos de networking, activações de marca, exposições, documentários e actividades extra, conta com conferências, apresentações profissionais e científicas, e seminários em torno do universo dos festivais de música. Tudo no Museu das Comunicações.

O programa de conferências arranca às 9h com o painel “Novas necessidades na gestão e tratamento do público”, seguindo-se os temas: “Mobilidade, Cashless e soluções tecnológicas – como educar o público dos festivais?” (10h), “2018: Novas estratégias para os festivais de música de Espanha depois de um ano com incidentes” (11h15), “Roskilde – reasons for the sold out” (12h15), “Activar serve para ter apenas notoriedade?” (14h), “Produção: um puzzle simples ou complexo” (15h), “Opções de bilhética para o público: primárias vs. secundárias” (16h30), “A música cantada em português. Factores do (para o) sucesso” (17h30) e “Qual o futuro do entretenimento cultural. Actuações exclusivas e únicas são solução ou problema?” (18h30).

Paralelamente decorrem as apresentações profissionais, intituladas “Assessoria Mediática: eventos nacionais vs. eventos internacionais” (10h), “Acidentes de trabalho em festivais – legislação em vigor e sua prevenção” (10h30), “The role of business intelligence in music festivals – how to lower costs and increase ticket sales” (11h), “Event technology that turns festival fans into na effective sales channel – learn how Reading & Leeds sold 30,000 tickets through its biggest fans” (11h30), “Olhar de fora para dentro: O Alentejo como destino de Arte e Natureza” (12h), “Desmistificar a propriedade intelectual ao serviço dos stakeholders dos festivais de música” (12h30), “Facilitação turística em festivais – o serviço de bengaleiro” (14h), “Ciclo Mundos – Como tornar a World Music numa tendência” (14h30), “Internationalization of na artista – synonymous of success?” (15h), “Soluções de transporte ao dispor do público dos festivais” (15h30), “Glamping – campismo 2.0 para os eventos” (16h30), “Um novo mercado para artistas lusófonos” (17h), “A recordação para a edição seguinte do seu festival” (17h30), “Segurança privada ao dispor dos festivais: o que fazer?” (18h) e “O Food Court nos festivais – há espaço para inovação?” (18h30).

Relativamente às apresentações científicas, os temas são “Design de Som num projecto de Transmedia Storytelling” (9h45), “Millenials: novos comportamentos do consumidor aplicado ao sector de bebidas alcoólicas em Portugal” (10h15), “FESTQUEST – a tipologia dos festivais portugueses e a opinião do seu público (balanço e conclusões de 2017)” (10h45), “Impacto do brand equity e Word-of-Mouth recebido na satisfação e intenção de compra: estudo de caso de Co-branding (VodafoneFM)” (12h), “O posicionamento da marca na óptica do consumidor: caso de estudo do Rock in Rio Lisboa” (12h30), “Um Tremor de Sons em São Miguel. Estudo de caso alargado acerca do Festival Tremor e seus impactos na Ilha de São Miguel” (14h15), “Digital distribution and business models in the music industry” (14h45) e ainda “Reavaliação dos impactos económicos do festival SWR Barroselas Metalfest e relevância no desenvolvimento turístico da região” (15h15).

São três os seminários que vão decorrer no evento e que são dedicados aos temas “Arte e criação porque a música já não chega para se ir a um festival” (9h30), “Comunicação 360º aos artistas” (11h30) e “A mensagem social que o festival deve ter e transmitir” (14h30).

O segundo dia do evento, que é organizado pela APORFEST – Associação Portuguesa de Festivais de Música, termina em festa com uma afterparty. Mais informações em www.talkfest.eu.

Tags: Eventos, Festivais, Conferências

07-03-2018