Notícias

Sheraton Porto anuncia Casa de Montevideu

Notícia conhecida no momento em que o Sheraton Porto Hotel & Spa, propriedade da HDP Porto – Hotéis de Portugal, comemora 15 anos.

A Casa de Montevideu, assim batizada porque fica naquela avenida da cidade, mesmo em frente à praia do Homem do Leme, tem capacidade para 200 pessoas, espaços de interior e de exterior, e um parque de estacionamento subterrâneo.


 
A Casa foi toda recuperada, quase de raiz - ficou apenas a fachada, tudo o resto é novo -, incluindo uma cozinha moderna, totalmente equipada para o tipo de acontecimentos que ali se podem realizar, que são maioritariamente de cariz social, como os casamentos e outras celebrações importantes, mas sem esquecer o público corporate. “Isto permite-nos pensar em qual dos nossos espaços determinado evento pode funcionar melhor”, adianta Joana Almeida, diretora-geral do Sheraton Porto.

 
O catering é um exclusivo, justamente porque o Sheraton quer garantir que controla os standards do serviço ali prestado, explica Joana Almeida. Também por isso, a equipa que gere e opera na Casa de Montevideu é a mesma da do Sheraton, tendo sido reforçadas, para esse efeito, algumas posições, nomeadamente na cozinha.
 
Outros serviços, como a decoração, animação, etc., podem vir de fora, embora haja uma carteira de empresas nessas áreas que podem ser sugeridas ou chamadas em caso de necessidade. São, pode dizer-se, parceiros preferenciais, mas não exclusivos.
 
Contexto
 
A HDP Porto, uma sociedade de capitais brasileiros e portugueses, investiu nos últimos dois anos oito milhões de euros para renovar o Hotel e abrir a Casa de Montevideu. Com 75% do negócio a ter origem nos individuais corporate e nos grupos - reuniões, congressos, etc. -, o importante, diz Joana Almeida, é garantir a sustentabilidade do destino, criando as condições para que as pessoas voltem, regressem ao Porto e ao Norte do país, seja para um fim-de-semana ou para uma nova reunião.
 
Neste contexto, é importante por exemplo que a Super Bock Arena / Pavilhão Rosa Mota venha reforçar a capacidade do Porto para atrair mais, e maiores, eventos, e que as ligações aéreas vão surgindo e se consolidem. A abertura à Ásia é talvez a grande novidade no destino, muito fruto das ligações realizadas pela Turkish e pela Emirates. E se a origem da grande maioria dos grupos que passam pelo Sheraton Porto continua a ser europeia, começam a notar-se outras nacionalidades, como é o caso dos indianos, explica Joana Almeida.

Tags: Sheraton, Porto, Hotelaria, Venues, Casa de Montevideu

11-07-2019