Notícias

Promotores apresentam propostas para a retoma dos festivais

Associações e promotoras de espetáculos vão apresentar ao Governo propostas para tornar possível a realização de festivais e eventos de música em contexto de pandemia, avança a agência Lusa. Fonte do Ministério da Cultura confirmou à Lusa que a reunião está marcada para o dia 13 de janeiro, ao meio-dia.

Esta vai ser a primeira de uma série de encontros mensais entre representantes de festivais e espetáculos e a ministra da Cultura, de forma a preparar o ano, relativamente a festivais, regras e procedimentos, segundo referiu à Lusa Ricardo Bramão, presidente da Associação Portuguesa de Festivais de Música (Aporfest), que espera, dessa forma, que todos os cenários em que os promotores possam trabalhar fiquem definidos. Entre outras coisas, o responsável espera ainda que haja um “alívio fiscal para os promotores”.

Também a Associação de Promotores de Espetáculos, Festivais e Eventos (APEFE) vai apresentar “um conjunto de soluções para tornar possível a retoma dos festivais”, como adianta à agência Lusa o empresário Luís Montez, da promotora Música no Coração. A pandemia cancelou e adiou vários eventos; para este ano, já há datas marcadas para vários festivais, mas é importante saber em que condições podem ser realizados.

“É criar espaços, bolhas, livres de Covid-19, que é ‘só entra quem tem vacina ou tem teste negativo’, além de outras medidas: ‘cashless’, copos recicláveis, álcool gel a ser distribuído em mochilas. Há várias ideias [como a] colaboração com vários laboratórios, no sentido de ‘quem tiver bilhete, vai ao laboratório e faz o teste’”, contou ainda Luís Montez à agência Lusa, acrescentando: “O que nós queremos é trabalhar. Obviamente gostávamos de ser compensado pelos prejuízos que tivemos no ano que passou; agora, não podemos olhar para trás... Queremos é trabalhar; mais do que subsídios e indemnizações. Quando isso chegar já não existimos. Temos que arranjar soluções práticas.”

 

©Jorge Ferreira

Tags: Eventos, Festivais, Promotores, Associações, Retoma, Covid-19

11-01-2021