Livros

“Etiqueta Moderna”: as novas boas maneiras… também em eventos

Entrevista a Vasco Ribeiro, autor do livro, que também deixa dicas para um networking eficaz.

A ideia foi lançar um guia prático, com a adaptação e atualização das regras básicas de etiqueta, seja à mesa, em eventos, no emprego ou em receções em casa. Professor universitário na área do turismo e da hotelaria e especialista em etiqueta, Vasco Ribeiro lançou assim o livro “Etiqueta Moderna – O Manual das Novas Boas Maneiras” para fazer frente às dúvidas e aos desafios que se colocam numa sociedade em evolução.

À Event Point, o autor fala sobre a forma como o livro pode ser uma ferramenta útil para quem organiza eventos e para quem participa neles, dos maiores erros cometidos em eventos e dos desafios que se colocam às marcas com as redes sociais, e deixa também dicas para um networking eficaz em eventos.

 

O que o levou a escrever este livro?

A razão pela qual decidi escrever este livro foi o facto de que havia a necessidade de renovar e atualizar a etiqueta nalgumas áreas, pois nenhum livro de etiqueta existente até então no mercado dava ainda resposta. Foi com o intuito de dar corpo a um novo paradigma da etiqueta e das boas maneiras que desenvolvi este pertinente manual. ‘Etiqueta Moderna’ é um livro prático que, adaptando e atualizando as regras clássicas, apresenta uma versão renovada da etiqueta. Se tudo evolui, a etiqueta não podia ficar para trás ou desatualizada. A etiqueta não desapareceu e tão pouco é algo fútil ou apenas reservado a pessoas snobes, com ‘pedigree’ social ou que nasceram em ‘berço de ouro’. Em resumo, faltava um livro de etiqueta que respondesse aos desafios da sociedade atual.


De que forma o livro pode ser uma ferramenta de trabalho para quem organiza eventos?

No seu cômputo geral, ao longo dos 25 temas que o livro trata, diria que, para quem organiza eventos, este livro é uma ferramenta fundamental e transversal a várias áreas e competências de que qualquer organizador e gestor de eventos pode tirar partido, usando-o como uma ferramenta bastante útil para esse efeito. Desde as formas de tratamento e o cumprimento em Portugal e no estrangeiro, o mundo dos negócios em dez países, passando pelo networking, a imagem profissional, o dress code empresarial, sem esquecer as regras à mesa nos almoços de negócios.


E para quem participa?

Na ótica de quem participa, este livro propõe um conjunto de regras acerca do dress code nos eventos, sejam eles sociais, corporativos, empresariais ou quaisquer outros. A escolha do tipo de dress code poderá ditar o êxito ou fracasso da aparição dum convidado nos eventos. Além disso, este livro é uma ferramenta teórico-prática para quem participa nos eventos ao nível da sua postura para com os restantes convidados, evitando assim cometer as habituais gafes e erros mais comuns de etiqueta durante os eventos em que marcam presença.

 

Quais são os maiores erros cometidos em eventos e de que forma os organizadores de eventos podem acautelá-los?

Globalmente, destaco a falta de briefings às equipas na fase do pré-evento e falta de recursos humanos qualificados nesta área como sendo os mais recorrentes. Quanto à respetiva remediação destas lacunas, e porque não existem dois eventos iguais, ainda que ambos da mesma tipologia, sugeria que os organizadores de eventos não facilitem no sentido em que mais vale mais um briefing ou um novo do que acharem que já foi suficiente o briefing do evento já antes realizado, demasiado antecipado em alguns eventos. E depois, quanto à formação, que passe a ser contínua ao longo da carreira e mais em contexto ‘on the job’, isto é, ‘in loco’, de acordo com a tipologia de eventos, na medida do possível, em vez de acontecer quase apenas em contexto teórico. Grande parte das pessoas continua a pensar (erradamente), que organizar eventos e trabalhar neles é fácil e que não é assim tão importante investir na sua qualificação através da formação específica. E nos eventos não há nada mais errado do que ter esta postura e ‘mindset’.  


Com as redes sociais, que desafios se colocam às marcas e aos eventos e que devem ser tidos especialmente em conta?

Presença online das marcas e eventos nas redes sociais 24h por dia, para que haja um engagement com a comunidade online o mais próximo e interativo, tanto quanto possível ‘just in time’. Não basta apenas as marcas terem presença online se depois não entregam conteúdos frequentemente à sua audiência ou, por outro lado, criar um evento no Facebook e depois esse evento não ser constantemente alimentado com diversos conteúdos relacionados com o tema do mesmo. Quer nas marcas, quer nos eventos, tem sempre de existir uma estratégia e plano muito bem definidos, de forma a que os objetivos sejam alcançados no seu todo e tragam o consequente retorno e impacto esperados. O digital por si só não faz crescer uma marca, garantir o sucesso de um evento ou sequer atingir o posicionamento desejado. Manter presença nas redes sociais é um processo dinâmico que implica uma gestão bastante pormenorizada e diariamente monitorizada para que haja uma interação a 360º.


Pode dar-nos algumas pistas para um networking eficaz quando se vai a algum evento?

Regra de ouro: tornar-se numa fotocópia intelectual da pessoa com a qual se está em contacto, mas mantendo sempre o seu perfil e carisma! Enumero as principais regras que deve colocar em prática na arte de dominar o networking: adequar o dress code ao da pessoa com quem vai reunir; conhecer as principais áreas de interesse e hobbies do contacto; analisar o percurso profissional e projetos já desenvolvidos; usar o mesmo nível de linguagem; não expor contactos sem uma lógica aparente; trocar cartões de visita profissionais; colocar em prática o poder de atração no networking que, na prática, se designa como capital erótico enquanto atributo pessoal; à mesa, por norma, paga quem convida, neste caso o anfitrião; faça-se acompanhar apenas por si próprio(a) quando agendar uma reunião, café, almoço ou jantar; e não falar de mais nem de menos: apenas q.b..


Que mensagem principal gostaria de deixar com este livro?

‘Etiqueta Moderna – O Manual das Novas Boas Maneiras’constitui um guia prático repleto de dicas para responder aos novos desafios da sociedade moderna, ao retratar 25 temas baseados em situações e episódios da vida contemporânea, a nível pessoal, social e profissional, com os quais todos temos de lidar. Em tempos de grande sofisticação tecnológica, este livro dá a conhecer os preceitos e os comportamentos corretos em ocasiões e contextos aos quais a etiqueta clássica não sabia dar resposta. Dos princípios gerais da etiqueta moderna, passando pelos eventos, pelo emprego, pelo estar à mesa, por receções em casa ou por viagens para outros países, este livro é o melhor aliado de quem pretende apresentar sempre a melhor versão de si mesmo.

 

Cláudia Coutinho de Sousa

Tags: Eventos, Networking, Etiqueta

25-11-2019