Destinos

Dia livre no Funchal?

Por ocasião do congresso do Capítulo Ibérico da ICCA dispusemos de uma tarde livre e decidimos ir explorar o centro do Funchal.

Por ocasião do congresso do Capítulo Ibérico da ICCA (International Congress and Convention Association) dispusemos de uma tarde livre e decidimos ir explorar o centro do Funchal. Aqui ficam algumas sugestões.

event point revista eventos mice turismo negócios portugal

Mercado dos Lavradores

Apesar de ser hoje sobretudo um espaço para turistas, o Mercado dos Lavradores vale bem uma visita. É um verdadeiro estímulo aos sentidos, com as cores vibrantes, os aromas diversificados e os sabores frescos, uns conhecidos, outros mais exóticos. Nos dois pisos do edifício é possível encontrar flores, frutas, vegetais, mas também o peixe fresco pescado ao largo da Ilha da Madeira e a carne. Este mercado, bem no centro do Funchal, foi inaugurado a 24 de Novembro de 1940. A ornamentar a entrada estão painéis de azulejos da Faiança Batisttini de Maria de Portugal. Muitas das vendedoras estão trajadas com o típico fato madeirense.

event point revista eventos mice turismo negócios portugal

Arte de portas abertas nas ruas do centro

Bem próximo do Mercado dos Lavradores, fica a rua de Santa Maria, que foi mais uma surpresa que encontramos no Funchal. A rua, que há uns anos estava degradada, foi intervencionada pelo projecto Arte das Portas Abertas. “Estas portas são lojas abandonadas, espaços em ruínas que agora assumem uma nova vida, com o objectivo de sensibilizar a população, enchendo as vias de eventos culturais e artísticos”, lê-se no site do programa. Depois disso, outras artérias conexas foram alvo da arte regenerativa. A primeira porta a ser pintada na rua Santa Maria foi no dia 6 de Abril de 2011, o número 77 pelo artista Mark Milewski. No seguimento deste projecto, vários bares, restaurantes, hostels e galerias nasceram nesta rua.

event point revista eventos mice turismo negócios portugal

do Funchal

O início da construção da Sé do Funchal data de 1493, tendo sido mandada construir por D. Manuel I. O templo tem como destaque o retábulo da capela-mor e a cruz processional oferecida por este rei, e que é considerada uma das obras-primas da ourivesaria manuelina. O tecto da igreja é igualmente interessante. Durante os Descobrimentos, a diocese do Funchal foi por alguns anos, e em extensão, a maior diocese católica do mundo, abrangendo todos os territórios descobertos.

event point revista eventos mice turismo negócios portugal

Igreja do Colégio

A igreja de São João Evangelista do Colégio do Funchal é um dos mais interessantes templos no Funchal, e marca a transição do maneirismo internacional para o barroco português. A obra é dos Jesuítas e data do século XVII. A praça onde se situa a Igreja é ela própria um belo local para relaxar.

Cláudia Coutinho de Sousa

Tags: Destinos, Madeira

03-05-2017