Destinos

Reunir com o ‘futuro’ em Roterdão

As inovações de Roterdão estão a dar que falar no sector MICE.

Roterdão acolhe a primeira quinta flutuante do mundo, que em breve estará operacional com 40 vacas, um agricultor e robots a recolher estrume e a alimentar o gado, enquanto o 'innovation district’ da cidade se estrutura e alinha startups, incubadoras e aceleradoras com instituições e empresas. Tudo isso gira em torno do maior (e mais inteligente) porto da Europa, a trabalhar para se tornar o primeiro porto neutro de CO2 do mundo, parte de uma estratégia de "transição energética" definida para 2030.

Descrita como um "laboratório vivo" e um ponto focal de inovação urbana e sustentabilidade, a cidade incentiva projectos experimentais que abrangem desde a "economia circular" até a "resiliência", como uma das 100 cidades resilientes da Fundação Rockefeller.

A juventude de Roterdão não é representada apenas por jovens talentos nos sectores público e privado, mas também por marcos arquitectónicos de ponta que dominam o horizonte. O seu panorama artístico e cultural viu a 20ª edição da "Art Rotterdam Week" recentemente, parte de um programa anual de festivais e eventos.

Neste contexto, não é surpresa que a segunda cidade dos Países Baixos tenha conseguido algumas grandes vitórias MICE e afastado da capital, Amsterdão. Os organizadores de eventos estão a aperceber-se de algo novo, cru e relevante ao considerar a cidade: “Roterdão ser uma 'cidade inteligente' é um incentivo, mas como a Holanda se orgulha de iniciativas verdes e outras cidades como Amsterdão também são bem conhecidas pelas suas práticas sustentáveis, isso em si não é suficiente. O factor diferenciador de Roterdão é a sua busca pela sustentabilidade, combinada com a sua arquitectura única e vibração urbana, com custos mais baixos em comparação com os destinos mais populares,” disse Paul Stoddart, Director da CWT Meetings & Events para o Reino Unido, Irlanda e Benelux.

turismo, eventos, portugal, negócios, revista

E o que antes limitava Roterdão, em termos de capacidade para acolher megaeventos, está agora a ser resolvido com novos desenvolvimentos na área do MICE. Um desses venues, o Rotterdam Ahoy, irá adicionar um novo centro de congressos e convenções com inauguração prevista para o final de 2020. Contará com o maior auditório da Holanda, que, quando combinado com os salões e arena existentes, alarga o leque de convenções e feiras que Roterdão poderá receber. Uma recente vitória fruto do desenvolvimento futuro da Ahoy é a "Conferência ASME Turbo Expo 2022", centrada em turbinas e energia.

A Van Nelle Factory de 1930, o principal venue para a Art Rotterdam Week, recebeu o estatuto de Património Mundial da UNESCO em 2014, uma raridade para um antigo complexo fabril. Rogier Swerissen, líder de vendas de eventos da Van Nelle, declarou que “existem poucos locais Património Mundial da UNESCO disponíveis para eventos MICE, e muito menos que organizam karting ou uma demonstração especial anti-drogas com helicópteros a pousar no estacionamento, integrada na IDEC - International Drug Enforcement Conference (Conferência Internacional de Combate às Drogas) que recebemos”.

Catherine Kalamidas, do Rotterdam Partners CVB, diz que “vemos a procura de conferências com foco nos nossos principais sectores e disciplinas intersectoriais como forma de os fortalecer continuamente, contribuindo para os nossos esforços comuns em direcção a uma cidade à prova do futuro”. Esta visão pode ser vista na forma como a arte é apreciada em Roterdão, com a chegada do "Bojimans Van Beuningen Depot" no início de 2021 ao Museumpark. O "Depot" será a primeira instalação de armazenamento de arte acessível ao público do mundo, abrigando a colecção completa de 151.000 obras de arte do Museu Bojimans Van Beuningen. O edifício em forma de taça, com um átrio central e jardim no terraço, está pronto para atrair eventos nas áreas da conservação, restauração e pesquisa.

O perfil internacional da cidade tem vindo a desenvolver-se; em 2016, o apelo cultural modernista de Roterdão viu o Lonely Planet votá-la a melhor cidade do Top-10 e, pouco depois, a acessibilidade à cidade foi impulsionada pela chegada do Eurostar à Centraal Station. Também foi escolhida para ser a sede europeia do Cambridge Innovation Centre de Boston e a sede do Centro Global de Excelência para Adaptação ao Clima da ONU. O Rotterdam Partners CVB está pronto para aproveitar a constante evolução do potencial da cidade.


por Ramy Salameh
Fotos: Fleur Beerthuis; Iris van den Broek

 

 

Tags: Roterdão, Destinos

17-04-2019