Destinos

Bahrein posiciona-se como hub MICE

"Boutique" é certamente a palavra da moda no Bahrein neste momento.

A Gulf Air, a companhia aérea nacional, anunciou recentemente o seu novo conceito de modelo de negócio, usando o termo "Boutique" como fator diferenciador entre as maiores companhias aéreas, no design dos seus produtos e na experiência do cliente.

No primeiro trimestre de 2019, o Grupo Campbell-Grey Hotel inaugurou a "The Merchant House", a primeira propriedade boutique de luxo do Reino, localizada na zona financeira do porto de Manama, uma área de recuperação contínua da linha do mar. Uma indicação clara de que o Bahrein entende e está disposto a personalizar a sua oferta em torno das necessidades dos seus visitantes nas áreas de negócios, MICE e lazer.

O próprio reino poderia ser classificado como "Boutique", cobrindo apenas 760km2 e com 33 ilhas, das quais 6 são habitadas, sendo as duas maiores a moderna capital Manama e a antiga capital Muhurraq. No entanto, este destino compacto consegue ser um peso pesado em termos de uma longa história e património, de mãos dadas com a sua cultura, estilo de vida, MICE e produção de negócios. Esses pontos fortes estão a evoluir através do rápido desenvolvimento de instalações destinadas a criar o Bahrein como um destino central para o CCG (Conselho de Cooperação do Golfo). Os números refletem a estratégia; o Bahrein registou 12 milhões de visitantes em 2018, acima dos 9,7 milhões em 2015 e a contribuição direta do turismo como um setor não petrolífero em termos de PIB aumentou de 4,6% para 6,5%.

event point magazine tourism mice portugal

Em setembro de 2019, o Bahrein sediará a maior Exposição Comercial Chinesa da região, com mais de 100 empresas chinesas a apresentar os seus produtos e serviços na "China Machinery Fair". Tal acontecerá em conjunto com a "Feira da Indústria do Golfo" anual, a ser realizada no Centro Internacional de Convenções e Exposições do Bahrein (BIECC). Trata-se de uma grande vitória para a Autoridade de Turismo e Exposições do Bahrein (BTEA) que ajuda a posicionar o Reino como um destino global para eventos.

Outra grande declaração de intenção é a construção planeada da ‘Convention and Exhibition Expo City’ em Sakhir, cuja inauguração está prevista para meados de 2021. A cidade expo está estrategicamente localizada perto do Circuito Internacional do Bahrein, cobrindo uma área de 308.000 m2. Em perspetiva, o novo Centro de Exposições e Convenções será dez vezes maior do que o BIECC, com 10 salas de exposição abrangendo uma área total de 95.000 m², enquanto a área de construção abrang 149.000 m². O cluster também incluirá hotéis com capacidade combinada para 1.200 quartos.

A indústria MICE é um dos principais pilares da economia nacional, assim como a realização de vários grandes projetos imobiliários, abrangendo empreendimentos residenciais, comerciais e de alojamento. Estas indústrias uniram-se na segunda edição do Bahrein Real Estate Expo 2019, realizada no Bahrain City Centre Mall em fevereiro deste ano.

event point magazine tourism mice portugal

Todas estas vertentes alimentam a visão económica do governo do Bahrein, a ‘Economic Vision 2030’ (Visão económica 2030), que visa desenvolver o crescimento do setor privado da ilha e permitir a sua adaptação aos mercados regionais e globais. Outro exemplo é o novo terminal do Aeroporto Internacional do Bahrein, que deverá estar operacional até ao final deste ano e ajudará a Gulf Air a facilitar a sua nova frota e novas escalas aos passageiros para diversos destinos, como Banguecoque, várias cidades importantes na Índia, Sri Lanka e Manila. Também será um trampolim para atrair mais eventos e um maior fluxo de visitantes MICE. O aumento de capacidade resultante de chegadas de passageiros deve saltar do recorde atual de 9 milhões para 14 milhões de passageiros por ano.

Parte do programa de modernização do aeroporto, existe um novo Terminal de Jatos Privados, um movimento para atrair HNWI (High Net Worth Individuals – Indivíduos com elevado património líquido) da região, fortalecendo a sua posição como um atraente centro de negócios e investimentos, que certamente poderia ajudar a sustentar grandes exposições, como a 'Jewellery Arabia' , a principal exposição de jóias e relógios do Médio Oriente, que atrai cerca de 50.000 visitantes.

Apesar de o reino ter um setor bancário forte, perdendo apenas para o Petróleo e um líder na arena global de financiamento islâmico, não se esqueceu de desenvolver as suas credenciais de "soft power", em termos de artes, cultura e desporto; com um olho no desenvolvimento de artistas locais do Bahrein, a ArtBAB é a principal feira de arte contemporânea do Bahrein e é um dos vários investimentos a ser feitos para promover a economia criativa.

event point magazine tourism mice portugal

As opções de Incentivo podem explorar várias partes da história mais recente e distante do Bahrein, que se estende por 5.000 anos (algo que é exibido no Museu Nacional do Bahrein, um local importante na cidade) e até mesmo no futuro. Um exemplo desse futurismo é o recente anúncio de que o reino lançará o maior parque temático submarino do mundo, que será distribuído por mais de 100.000 metros quadrados, centralizado num Boeing 747 descomissionado, a maior aeronave já submersa; o projeto incentivará o crescimento de corais, desenvolverá um habitat para a fauna marinha e fornecerá dados sobre ecologia marinha e biologia para investigadores.

Em termos de história recente, o automobilismo tornou-se um símbolo global para o Bahrein; eles foram o primeiro país do CCG a sediar a Fórmula 1. Em março, os melhores pilotos de F1 do mundo participaram no Circuito Internacional do Bahrein em Sakhir, pelo 15º ano consecutivo (e sexto ano consecutivo como corrida noturna). O local está no topo da lista de incentivos corporativos, tanto durante o fim de semana de F1 quanto durante o resto do ano. O Circuito Internacional de Kart do Bahrein, ao lado do circuito de F1, tem vários pacotes corporativos que podem ser adaptados para grupos de até 20 pessoas.

Os eventos do dia da pista no circuito principal também são muito populares; a Kanoo Motors, distribuidora oficial da McLaren no Bahrein, recentemente realizou um evento de pista exclusivo para os proprietários e entusiastas da McLaren testarem uma gama do supercarro. O circuito também sediou a corrida de abertura da temporada do 2009 Ferrari Challenge. Giorgio Turri, Diretor Geral da Ferrari Middle-East citou “localização estratégica do Bahrein entre a Europa e a Ásia-Pacífico” e “ser capaz de aproximar o desafio dos nossos clientes no Médio Oriente” como as principais razões para escolher o Bahrein para realizar a corrida.

Os organizadores de incentivos podem mergulhar no passado distante e fazer com que os delegados percorram a Rota da Indústria Perlífera, classificada pela UNESCO como Património Mundial, que abrange vários locais e becos da Ilha Muharraq, a antiga capital e outrora o centro do comércio de pérolas do mundo. A isto pode seguir-se a experiência de grupo por excelência, a Pearl Diving (Mergulho das pérolas), que é uma tradição com cerca de 4.000 anos.

O Bahrein está a fazer uso do seu apelo boutique para se destacar dos concorrentes regionais e conseguir uma oferta personalizada e exclusiva, enquanto fomenta uma variedade de mega-projetos capazes de receber grandes eventos, para sustentar e cumprir a sua visão estratégica para o setor MICE. 

Por -Ramy Salameh
Photos: Courtesy of Bahrain Tourism & Exhibitions Authority 

 

Ficha:

-Ramy Salameh hospedou-se no hotel "The Merchant House" - Para mais informações, visite www.campbellgrayhotels.com.

-Voos cortesia da Gulf Air – www.gulfair.com

-Para visitas pela cidade, visite http://www.tejwalbahrain.com / Experiências de mergulho em www.scubalife.bh

Tags: Bahrein, Médio Oriente

23-05-2019