Entrevistas

North Music Festival, uma marca que “está mais forte do que nunca”

Entrevista a Jorge Veloso, diretor do festival, que decorre a 24 e 25 de maio, na Alfândega do Porto.

É um festival que está a crescer de ano para ano e a superar as expectativas. Com mais parceiros e mais público, a marca “está mais forte do que nunca”, como referiu Jorge Veloso. Em vésperas de mais uma edição do North Music Festival (NMF), que decorre a 24 e 25 de maio, na Alfândega do Porto, a Event Point falou com o diretor do festival. O evento deste ano, que vai contar com mais entretenimento, pretende proporcionar “experiências memoráveis”.

 

Quais vão ser as principais novidades da edição deste ano do evento?

O cartaz está mais forte que nunca, dando continuidade à linha na qual o NMF tem vindo a apostar – uma proposta eclética, capaz de agradar ao público mais nostálgico e, também, aos mais jovens. É, por isso, um festival de perfil musical abrangente, que combina as maiores bandas da atualidade, como Franz Ferdinand ou Bastille, com nomes incontornáveis como Emir Kusturica ou Bush – este é o único concerto da banda na Europa este ano! Além dos grandes nomes internacionais, o NMF valoriza e promove a música portuguesa e dá palco a bandas consagradas e emergentes. É o caso dos Expensive Soul, que este ano celebram 20 anos de carreira, ou de fenómenos atuais como os Capitão Fausto, que têm lotado arenas por todo o país.

 

Que desafios encontraram ao organizar um festival como este num local como a Alfândega e de que forma este ano vão melhorar ainda mais a experiência do participante?

O objetivo é, sempre, ir aperfeiçoando de edição para edição, com vista a proporcionar uma experiência ao público cada vez melhor e mais completa. Esta edição apostámos em aumentar a nossa oferta de entretenimento. Dentro do recinto há três palcos dedicados à música – o Palco Principal, por onde passam os grandes nomes nacionais e internacionais; o Palco Indoor, que leva a música até “fora de horas” com after parties animadas por grandes DJ, como Moullinex; e o Palco Sunset, que vai animar o recinto desde a abertura de portas –, há  Jam Sessions (sessões de música de improviso nas quais o público é chamado a participar) fora dos palcos, há várias zonas lounge, ativações de marcas e parceiros, desde make-up para o público feminino, barbeiros e, até, tatuadores, há um wine garden com provas de vinhos, das castas da região do norte, e, claro, restauração, que este ano também é reforçada com mais operadores a proporcionarem diversas experiências gastronómicas.

 

Quais são os objectivos em termos de captação de público estrangeiro para o festival de 2019?

Temos apostado na internacionalização do festival e recebido muitos espanhóis, franceses e alemães. Ganhamos, também, devido ao aumento do turismo na região do Porto. Mas ganhamos, acima de tudo, pelo cenário único que o NMF oferece e que conquista tanto o público estrangeiro como o local. A Alfândega do Porto é, efetivamente, um local único com uma vista privilegiada sobre o Douro, que cria uma atmosfera envolvente e confere ao evento um cenário incrível e distinto.

 

Como correu a captação de patrocínios para esta edição e o que podemos esperar em termos de ativação de marcas?

Vamos para a 3ª edição do NMF e notamos uma recetividade, por parte do mercado, cada vez maior. Tanto pelos parceiros que estão connosco desde o início – como a CP –, como pelos novos.

 

Como têm assistido à evolução da marca North Festival? Está a corresponder às expectativas?

O festival está a crescer de ano para ano e a superar expectativas. Esta edição é a prova viva disso. Mais parceiros, mais público, as vendas correm muitíssimo bem, o público sente o festival cada vez mais deles e os índices de notoriedade revelam que a marca está mais forte do que nunca.

 

Quais são, para a organização, os objetivos para esta edição?

O NMF tem vindo a crescer ano após ano e a expectativa da organização é cada vez mais alta. O ano passado alcançámos a meta das 25 mil pessoas e, este ano, queremos superar esse número. Mas mais do que números, o nosso principal objetivo é ser capaz de entregar um evento memorável para o público! Queremos que saia do NMF com vontade de voltar e, para isso, o nosso foco passa por garantir que o público tem acesso a experiências memoráveis dentro do recinto e acima de tudo o faz de forma confortável.

 

Cláudia Coutinho de Sousa

Tags: Entrevistas, Eventos, Festivais, North Music Festival

22-05-2019