Entrevistas

Jornadas de Protocolo da APorEP: “O setor está vivo e recomenda-se”

A reunião anual dos profissionais de protocolo voltou este ano ao formato presencial.

A 16ª edição das Jornadas de Protocolo da Associação Portuguesa de Estudos de Protocolo (APorEP) voltaram ao formato presencial, depois de em 2020 terem decorrido online. Tendo como mote "Os novos tempos no protocolo e nos eventos", contaram com diversos oradores em diferentes sessões ao longo do dia. Isabel Névoa Tavares, da direção da APorEP, faz um balanço do evento, que decorreu a 24 de novembro, em Lisboa.

Que balanço faz das jornadas?

O balanço destas jornadas é muito positivo, o que deixa a APorEP, enquanto associação, muito satisfeita pelo cumprimento dos seus objetivos. Voltámos a ter uma participação bastante alargada com participantes de vários setores da vida nacional e internacional, empresas, câmaras municipais, universidades, organismos públicos, clubes desportivos, órgãos do governo e parlamento, estudantes e gabinetes de protocolo e relações-públicas. Estiveram presentes pessoas de Portugal continental, das Regiões Autónomas e dos PALOP.

Quais foram os pontos altos, os destaques desta edição?

Os temas apresentados pelos nossos palestrantes revelaram-se de grande atualidade. A abordagem às necessidades que o setor tem sentido, como a adaptação à “nova normalidade”, a organização de eventos de várias tipologias ou conceitos fundamentais do protocolo nas várias áreas de atuação são os pontos altos que poderei destacar.

Como foi voltar ao presencial? Qual foi feedback dos participantes?

Voltar ao presencial foi uma experiência há muito desejada e revelou-se um êxito. Este formato, já com catorze edições (as XV JIP foram online), sempre foi um local de encontro de todos aqueles que se interessam pelos assuntos de protocolo (e consequentemente dos eventos) quer seja a nível profissional, quer seja como projeto de desenvolvimento pessoal. A partilha de conhecimentos e a possibilidade de contactar pessoas de setores diferentes sempre foi uma mais-valia para os nossos participantes que manifestaram a sua satisfação no inquérito efetuado.

Com tantos profissionais de protocolo reunidos no mesmo espaço, foi com certeza possível sentir o pulso desta atividade. Como sentiu o setor?

Esta atividade continua a fazer todo o sentido nos tempos atuais e como em muitas outras atividades houve algumas adaptações aos formatos híbrido e on-line. Como se costuma dizer, o setor está vivo e recomenda-se! Com as recentes eleições autárquicas, muitas foram as autarquias que sentiram a necessidade de reforçar os conhecimentos de protocolo das suas equipas.

Acredita que os profissionais de protocolo estão hoje totalmente adaptados às exigências que este período impõe?

Os profissionais de protocolo estão hoje bem preparados para o período que atravessamos e através de iniciativas como as nossas JIP, onde num só dia são abordados temas muito diversos procuram adquirir mais conhecimentos. Também há uma grande procura de formações específicas ou personalizadas, tendo cada vez mais as organizações e os seus profissionais como objetivo alcançar a excelência nas suas atividades profissionais.

Tags: APOREP, Protocolo, Jornadas de Protocolo

06-12-2021