Opinião

O segredo (das redes sociais) está na receita

Para prepararmos um grande petisco é aconselhável começar com uma boa receita.

Nas redes sociais é a mesma coisa. Para tirarmos o máximo de partido das redes sociais em termos profissionais é preciso ter boas receitas e acrescentar alguma criatividade e trabalho.

Antes de começar a “cozinhar” é importante termos tudo em ordem, ou seja, termos os nossos perfis actualizados com uma foto profissional e um biografia corrente. Assim estamos prontos para começar a desenvolver a nossa marca pessoal em qualquer rede social.

A nossa estratégia vai definir as receitas que escolhemos. A meu ver a nossa estratégia passa sempre por: Dialogar regularmente com a nossa rede e partilhar conteúdos cativantes, alinhados com a nossa marca pessoal de valor para a nossa comunidade.

As redes sociais não servem só para transmitirmos as nossas ideias. Devemos dialogar escutando sempre os outros e fomentando conversas profissionais que tiram o máximo partido destas tecnologias.

A cadência dos diálogos é muito importante e quanto mais regularmente dialogarmos melhor. Assim aumentamos a probabilidade de as nossas mensagens serem vistas pelos membros da nossa rede e estabelecermos uma forte rotina pessoal.

Todos temos o potencial de influenciar a nossa rede pessoal, e quanto melhor for a nossa presença nas redes socais, mais hipóteses temos de demonstrar a nossa credibilidade e influenciar a nossa rede. Desenvolver uma marca pessoal pode demorar algum tempo mas devemos sempre geri‑la cuidadosamente e estrategicamente.

A partilha de conteúdos, (textos, imagens, vídeos ou até podcasts) é indispensável para desenvolver a nossa marca. Os conteúdos que escolhemos partilhar de largo modo definem a nossa marca e factores como a origem, a qualidade e o estilo dos mesmos são importantes. Quando acrescentarmos comentários a conteúdos já existentes ou, ainda melhor, quando criamos conteúdos originais, aí sim conseguimos verdadeiramente demonstrar a nossa marca pessoal.

Partilhar conteúdos cativantes é a prioridade porque só conteúdos deste tipo é que conquistam as redes sociais, talvez pelo valor emocional que contem. É igualmente importante que estes conteúdos estejam alinhados com a nossa marca caso contrário podem, nos piores dos casos, pôr em causa a nossa credibilidade.

A última componente desta estratégia é talvez a mais importante, trata‑se de contribuir para nossa comunidade profissional. É muito importante que os membros da nossa rede sintam que contribuímos activamente para a comunidade. Se apenas nos promovermos a nossa marca pessoal é vista como meramente publicidade e toda a estratégia é desperdiçada sem que possamos tirar partido dos benefícios das redes sociais.

O último passo é criar ou adaptar receitas para as redes sociais alinhadas com a nossa marca e adequadas ao tempo e recursos que temos à nossa disposição.

As minhas duas receitas preferidas são as seguintes:

1. Explorar diariamente as redes sociais, por volta de 10 minutos em cada uma, e comentar em artigos ou responder a perguntas sobre temas da minha especialidade a que possa acrescentar valor.

2. Documentar as minhas viagens em trabalho ou encontros profissionais em curtos vídeos captados por um telefone e partilhar nos meus perfis de linkedin e twitter.

Usando estas duas receitas vou a pouco e pouco mantendo a minha rede a par do trabalho que vou desenvolvendo, ao mesmo tempo vou alargando a minha rede, à medida que vou desenvolvendo a minha marca pessoal nas redes sociais. Convido‑o a fazer o mesmo.

Miguel Neves, Fundador Social Media Chefs | Gestor de Eventos | Consultor de Comunicação Digital e Redes Sociais | Produtor de Conteúdo Digital | Blogger


 

Tags: Redes Sociais, Eventos

22-10-2018